Açaí – Do alimento tradicional ao energético da moda

No sentido horário: Açaizeiro; cacho de açaí; açai processado; açaí servido com frutas e outros 'acessórios'
No sentido horário: Açaizeiro; cacho de açaí; açai processado; açaí servido com frutas e outros ‘acessórios’

Há quase vinte anos – o açaí (Euterpe oleracea) fruto de uma palmeira tipicamente amazônica, virou moda no Brasil, especialmente entre os frequentadores de academias, como energético e nas lanchonetes e restaurantes que o servia como sorvete, como base para sucos, doces e geleias. A fruta é rica em proteínas, fibras e lipídios além das vitaminas C, B1 e B2.

Mas os moradores da Amazônia já conhecem e consomem o açaí desde antes da chegada de Colombo ao “Novo Mundo”, representando para muitos ribeirinhos um item importante na alimentação e na economia. O açaí é consumido pelas populações tradicionais e por aqueles naturais da Região Norte, que o chamavam de “vinho”, misturando a fruta com farinha de mandioca ou com tapioca.

Um dos produtores de açaí na região de Porto Velho é o José Luiz Alves, no sítio São Pedro, em Cujubim Grande, no médio rio Madeira. Antes da instalação da Agroindústria de Processamento de Frutas, no dia 19 de março – que foi construída pela Santo Antônio Energia, através do Programa de Ações a Jusante -, José Luiz levava a produção para vender na “rua” – o que significa na linguagem dos ribeirinhos entregar para o revendedor ou atravessador.

Com a presença da indústria perto de casa, ele espera mudar essa realidade e ver a renda da família aumentar, já que vão mudar o método de retirada da polpa fruto do açaizeiro pela antiga máquina despolpadeira, para um método industrial e moderno.

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Linkedin
Share On Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *