Animais do Cetas são transferidos para zoológico

Harpia

Cinco animais provenientes de apreensões do Ibama e que estavam no Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres)  foram enviados esta semana para o zoológico de Belo Horizonte.  Foram levados dois periquitos, duas pacas e uma harpia, também conhecida como gavião-real.

Por estarem há muito tempo em cativeiro, os animais não podem ser reintroduzidos na natureza. Eles foram colocados em caixas de madeira construídas especialmente para o transporte, tendo em vista o porte de cada espécie, e foram enviados de avião até a capital mineira.

O destaque foi a harpia, que chegou ao Cetas em maio do ano passado ainda filhote, com menos de três meses de vida. Ela foi encontrada por populares em uma estrada em Guajará-Mirim, provavelmente, ao ter sido retirada de seu ninho após exploração madeireira. Houve inúmeras tentativas de reintrodução da ave na natureza, mas como não foi possível encontrar o ninho ou sua família, ela foi encaminhada para o zoológico mineiro, onde há a possibilidade de reprodução em cativeiro. O gavião-real é a maior águia das Américas e está ameaçado de extinção. devido ao desmatamento das florestas e  caça.

 

Cetas

Paca
Paca

O Cetas foi construído pela Santo Antônio Energia em 2009 nas dependências do campus da Unir, para receber os animais que necessitavam de cuidados veterinários, resgatados na área da hidrelétrica e do reservatório. A função do espaço sempre foi receber, avaliar e cuidar dos animais para devolvê-los à natureza, sempre que possível.  Desde 2012, com o término das atividades de resgate de fauna pela concessionária,  praticamente todos os animais que estão no Cetas são provenientes de apreensões e recolhimentos do Ibama. O espaço é mantido pela Santo Antônio Energia que, oportunamente, transferirá o local para o Ibama. Desde a criação do espaço até hoje, já passaram pelo Cetas mais de 2300 animais, sendo que cerca de 65% deles foram devolvidos ao seu habitat natural ou encaminhados a instituições credenciadas pelo IBAMA.

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Linkedin
Share On Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *