Inaugurada hoje a agroindústria de processamento de aves

Foi inaugurada na manhã de hoje, quinta-feira, dia 21, a primeira agroindústria familiar do Estado de Rondônia com certificação para abate, processamento e comercialização de galinha caipira.

A Agroindústria Familiar de Abate e Processamento de Aves está localizada no assentamento Flor do Amazonas, na área rural de Candeias do Jamari, e possui capacidade para abate de até 500 aves por dia, para venda da galinha caipira, inteira ou fraccionada, para Rondônia e outros Estados do país.

A agroindústria é fruto de parcerias. As obras de construção, capacitação e parte dos equipamentos, foram feitas pela Santo Antônio Energia, com recursos do Subcrédito Social do BNDES. A ideia para a implantação da agroindústria surgiu após a concessionária observar a aptidão da comunidade para a criação das aves, e após a realização de um estudo de mercado que constatou a crescente demanda por galinha caipira na mesa do consumidor de Porto Velho e nas prateleiras dos mercados do Estado. O prédio principal contém abatedouro, salas de processamento, câmara fria, fábrica de gelo, salas para armazenamento e embalagem.

A área e os equipamentos foram doados pelo Incra. O  caminhão refrigerado e o poço artesiano estão a cargo do governo do Estado.  A administração da agroindústria será feita pela Cooperativa dos Agricultores Familiares do Assentamento Flor do Amazonas (Cooaffa), que já trabalhava com a criação de aves em seus lotes.

Todos os cooperados foram capacitados pela Santo Antônio Energia com o apoio da Embrapa, Emater, Seagri, Senar e Sebrae, que orientaram com relação às medidas sanitárias, vacinação e alimentação das aves, prevenção de doenças, custos de produção, processamento, gestão e administração.  “A inauguração dessa agroindústria é um sonho que se realiza”, declara a presidente da cooperativa, Maria Mattara, que é uma das principais criadoras de galinha caipira do assentamento e participou de todos os cursos de capacitação. “Antes, eu achava que criar galinha caipira era deixar a ave solta no mato. Participei de todos os cursos e aprendi que é muito mais que isso. Hoje sei qual é a alimentação adequada, conheço as vacinas e possuo os aviários corretos que são esterilizados a cada safra”, revela.

Com a inauguração ocorrida hoje, que contou com a presença do diretor de Operações da Santo Antônio Energia, Dimas Maintinguer, falta apenas a última inspeção da Idaron (Agência de Defesa Sanitária Agrossilvopastoril de Rondônia), prevista para este mês de setembro, para que a agroindústria comece a funcionar.

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Linkedin
Share On Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *