Santo Antônio Energia participa do 7º Fórum Mundial da Água

A Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (Rondônia), é destaque no 7º Fórum Mundial da Água, o maior evento do planeta sobre o tema água e que será realizado a partir deste domingo, até o dia 17 de abril em Daegu, na Coreia do Sul.

Representantes da Santo Antônio Energia participarão de três encontros diferentes:

Dia 14 de abril

•             Sessão Regional das Américas, com o tema Água e Energia, abordando os modelos de hidrelétricas com e sem reservatórios e os efeitos de cada um em relação à produção de energia. Também participam deste painel representantes dos Estados Unidos e México.

 

Dia 15 de abril (duas participações)

•             Apresentação no Pavilhão Brasil, com o tema Geração Sustentável de Energia na Amazônia, dirigida para representantes brasileiros e de outras nações durante visita ao estande brasileiro.

•             Participação na mesa de debates do High-level Panel Gestão Integrada dos Recursos Hídricos, que conta com representantes de Miamar, África do Sul, além do Brasil, e de representantes do Conselho Mundial da Água de outras nações.

 

A empresa foca suas atividades no compromisso de geração de energia de fonte limpa e renovável, com o melhor conceito de sustentabilidade. Na ocasião, o gerente de sustentabilidade, Guilherme Abbad, destacará as iniciativas que fizeram com que o empreendimento alcançasse o maior número de notas máximas na categoria “Implantação” em avaliação realizada pela IHA – International Hydropower Association – uma organização sem fins lucrativos, fundada há quase 20 anos com o suporte da UNESCO, que mede a sustentabilidade de empreendimentos hidrelétricos.

 

O IHA já avaliou 12 hidrelétricas no mundo e a Santo Antônio Energia foi a única a obter o maior número de notas máximas.

 

Notas máximas em 70% da avaliação

 

Na avaliação, a associação analisou 20 tópicos: Comunicação, Governança, Questões Sociais e Ambientais, Gerenciamento Integrado do Projeto, Segurança da Infraestrutura, Viabilidade Financeira, Benefícios do Projeto, Aquisições e Contratações, Comunidades Afetadas pelo Projeto e Modo de Vida, Reassentamento, Indígenas, Mão de Obra e Condições de Trabalho, Herança Cultural, Saúde Pública, Biodiversidade e Espécies Invasoras, Erosão e Sedimentação; Qualidade de Água, Resíduos, Ruídos e Qualidade do ar, Enchimento do Reservatório, Regime de Fluxos e Jusante.

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Linkedin
Share On Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *